sexta-feira, março 07, 2008

Trasilau

Camões

...De um certo Trasilau se lê e escreve,
entre as cousas da velha Antiguidade,
que perdido um grão tempo o siso teve
por causa düa grande infirmidade;
e enquanto, de si fora, doudo esteve,
tinha por teima e cria por verdade
que eram suas as naus que navegavam,
quantas no porto Píreo ancoravam...


Foi publicado na primeira edição da revista eletrônica Trasilau, um texto meu.
Passem lá e prestigiem.

O conteúdo da revista é de excelente qualidade, vale a pena navegar por todas as páginas da revista.

Pra ir direto ao meu texto clique aqui.

Pra abrir a revista pela capa clique aqui.