terça-feira, agosto 22, 2017

Um pouco sobre tentar

Tentar é ir. É acordar todo dia e levantar.

Tentar é mentir. É fingir que não tem medo. É fingir que é. É esconder.

Tentar é esquecer o hoje e pensar só no amanhã. É não querer, não saber, mas fazer. Tentar é esperança.

Tentar é uma necessidade imposta todos os dias. É não ter uma alternativa melhor. Tentar é não desistir.

Eu faço tudo errado

Eu queria saber falar as coisas certas. Fazer as coisas certas. Dar certo de modo geral. Alguém pode me ajudar?


Eu prometo que cada dia vai ser melhor. Nunca é. Eu prometo que vou ter paciência. Que vou ser sábia. Que vou dar certo. Mas dou errado.

Eu vejo pessoas que dão certo e fazem as coisas certas as vezes.
Não parece tão difícil vendo, mas é impossível fazer.

Não tenho vontade de muita coisa
quando eu tento fazer alguma coisa sempre dá errado.

Eu penso em listas pra me organizar, mas não consigo terminar.

Eu não sou boa com as palavras. Eu falo besteira. Não sei me expressar. Não sou compreendida.

Eu entendo tudo muito bem. Não preciso de explicações. Eu simplesmente entendo. Mas se eu preciso explicar, é melhor desistir. É melhor nem falar. Porque o que fica é o que eu não queria e nem precisava dizer. Mas já foi dito e está tudo estragado novamente. Eu me calo muito. Mas depois sempre volto a falar. Sempre. E estrago tudo novamente. E me calo. Depois falo. E depois estrago tudo de novo.

As vezes eu quero. As vezes eu preciso. As vezes eu finjo. Eu levo, mas eu sempre faço alguma besteira e estrago tudo.

Eu ando, corro, voo. Se eu me distraio por um segundo tudo sai do controle e estou no chão novamente.

Eu não sei fazer nada certo.

quarta-feira, novembro 26, 2014

Amor parece tão nobre
Mas eu procuro razão e não há
Não parece não haver nobreza na razão

Mas não há

quinta-feira, novembro 13, 2014

Eu quis, planejei
Joguei e ganhei

A paixão de um sociopata é um tesouro valioso
E eu não sei economizar

Cheirei, tomei, me envolvi
Me embebedei, consumi
Gastei tudo









Fim

sábado, outubro 04, 2014

Primeiro

Eu gostava tanto dos teus interesses
Da tua atitude, dos teus planos
E tu me atraia de forma tão intensa
Que acabei parando na tua cama

Com cuidado pra não acordar teus pais
Nos escondendo daqueles conhecidos
 Fugindo juntos depois daquela festa
Nus num motel brincando de quem falava mais nomes de banda com aquela letra
Nus num motel falando do amor
Por outros

Nós éramos cúmplices contra o amor
Contra o pecado
Contra teu cursinho da OAB e contra quem pudesse descobrir
Mas foi você quem contou

Eu era a vítima
Tu só queria me comer

Na derrota: Vitoriosa

Em algum momento da vida aconteceria de ter que cantar uma música do Ivan Lins pra não perder a vontade de viver. Ironicamente o nome da música é Vitoriosa.

"Quero sua risada mais gostosa
Esse seu jeito de achar
Que a vida pode ser maravilhosa...

Quero sua alegria escandalosa
Vitoriosa por não ter
Vergonha de aprender como se goza...

Quero toda sua pouca castidade
Quero toda sua louca liberdade
Quero toda essa vontade
De passar dos seus limites
E ir além, e ir além...

Quero sua risada mais gostosa
Esse seu jeito de achar
Que a vida pode ser maravilhosa
Que a vida pode ser maravilhosa...

Quero toda sua pouca castidade
Quero toda sua louca liberdade
Quero toda essa vontade
De passar dos seus limites
E ir além, e ir além...

Quero sua risada mais gostosa
Esse seu jeito de achar
Que a vida pode ser maravilhosa
Que a vida pode ser maravilhosa..."

quinta-feira, setembro 25, 2014

Fideliza

Eu lembro de tudo
Da forma do teu braço
Dos sinais no teu pescoço

Eu sonhei com tudo
Nossa casa, rede de embalo
e as crianças

Me diz como pode
Eu nao ter significado nada pra você
Você poderia ser o homem da minha vida
Eu não signifiquei nada pra você

Você acabou com tudo
Eu queria ter dito apenas ok
Mas não poderia deixar

Eu sabia que você era o homem da minha vida
Me diz como pode
Eu nao ter significado nada pra você
Você poderia ser o homem da minha vida
Eu não signifiquei nada pra você

Vou ser a mulher da vida de outro alguém

segunda-feira, agosto 25, 2014

Sobre de abstenção

Não vou colecionar restrições
Não poder falar
Não poder querer
Porque nisso não há prazer

Poderia somar casos
Aventuras
Paixões
Mas como vou saber

Se depois virá um
Sim
Vamos
Agora
Ou apenas um
Não reconheço

Prefiro me abster.

segunda-feira, agosto 11, 2014

Fica aqui comigo

Deixa a luz ligada
Vou contar teus sinais

Mesmo que você só fique aqui deitado
Prefiro que não vá

Você pode querer estar em outro lugar
Mas não tem mesmo pra onde ir

Então fica aqui comigo
Deixa a luz ligada
Que eu vou contar os teus sinais

domingo, junho 29, 2014

Apenas Não

Amargo o teu não e me calo, mas tu não te calas e eu te sigo e te desejo.

Não falo pra simular algum orgulho e não o tenho.

Te ter seria tão provável se não fosse teu capricho de dizer não.

Não aceito.  Não me acostumo. Não falo. Não tenho. Apenas não, não, não.

sábado, maio 31, 2014

Tua mais uma vez

Quero te abraçar
Quero cheirar teu corpo todo
Quero dizer que sou louca por ti
Quero ver teu sorriso
Quero te beijar...

Quero te ver ceder pra mim
Quero te oferecer minha boca
Quero dar o que tu gosta
Quero sentir teu gosto

Quero te abraçar
Quero cheirar teu corpo todo e
Quero ser tua
Mais uma vez.

segunda-feira, maio 26, 2014

*Cão dos diabos

"Já não quero a coisa toda,
só um pouco de conforto
e um pouco de sexo
e apenas o mínimo de
amor."
Poderia ser eu reclamando,
mas foi Bukowski quem falou.


O corpo é um recipiente vazio que precisa ser preenchido

Meu corpo é um recipiente vazio

Nenhuma música faz sentido
Qualquer verso lembra do amor de outros

Você pode sofrer pela sua história
E amar a sua mulher

Eu vou ouvir a música sem identificação
Eu vou ler e lembrar do seu amor

Eu vou torcer para que dê certo pra você

O meu corpo é um recipiente vazio
Não precisa ser preenchido.

Não lembro

O que me fazia sorrir
Porque lembrava de ti

O meu entregar
Ao te encontrar

Meu próprio ego
Pelo teu não resistir

Pois é

Aquele teu cheiro
Que jurei lembrar
Eu esqueci

quinta-feira, maio 22, 2014

O Egoísta

o vai se apaixonar
Você me disse
Sem perceber que se não fosse por paixão eu não estaria aqui

o chega muito perto
Você avisa
Exceto quando você quer alguma coisa

Você se deita no meu ombro, carente
Mas não deixa que eu te toque

Você força meu toque, quando você quer
E não permite que eu me entregue ao teu cheiro que me desconcentra

Egoísta como
Você me pergunta
Tirando de mim tudo o que precisa com cuidado para que eu não fique satisfeita

Pare com isso
Você insistiu
E fui com outro ouvir o que eu queria ouvir de você

Você é uma mulher inteligente, foi apenas o que você se permitiu dizer
E é a contradição por eu ainda gostar de você

Nada começou
você pensa
E eu posso pensar então que nada precisa terminar


30/07/2013

sábado, maio 17, 2014

Adeus



Se sentiu boêmia usando o guardanapo do bar como marcador de página do livro
Mas acabou usando pra enxugar uma lágrima que derramou

A lágrima tinha o peso de um homem magro
E foi descartada naquele papel.

Quem precisa de marcadores de página?

segunda-feira, abril 28, 2014

Insônia por nada importante

Tenho pequenas mãos aqui, mas só hoje vou querer as tuas fazendo carinho nas minhas costas antes de dormir.

Posso esquecer quando eu quiser, mas essa noite eu vou lembrar dos sinais do teu pescoço e da forma do teu braço.

Não que seja importante, mas vou me perder algumas horas lembrando do teu beijo.

Seria melhor pensar em qualquer outra coisa, mas vou lembrar do teu sono inquieto e inquietar meu próprio sono.

Poderia também continuar lembrando, mas vou fechar os olhos e dormir.

terça-feira, abril 15, 2014

Tu vens:
Me acende

Me abraça
Me pacifica
Me consome

Tu vais:
Me apaga
Me afasta
Me revolta
Me deixa



só.

terça-feira, abril 08, 2014

Hoje eu tive vontade

De cuidar melhor da tua saudade
De te dar aquele longo beijo

De receber massagem
De encostar no teu peito

Tive aquela vontade
Que nem posso mencionar
E que talvez seja melhor

Ficar só na vontade

quarta-feira, outubro 17, 2012

Mulher

O bom e o ruim passaram da mesma forma e eu continuo seguindo: Em frente.