quinta-feira, outubro 12, 2006

*Saudade


Saudade palavra triste quando se perde um grande amor, na estrada longa da vida eu vou chorando a minha dor, igual uma borboleta vagando triste sobre a flor,seu nome sempre em meus lábios irei chamando por onde for
Você nem sequer se lembra de ouvir a voz desse sofredor que chora por teu carinho só um pouquinho do teu amor
Meu primeiro amor tão cedo acabou só a dor deixou nesse peito meu
Meu primeiro amor foi com uma flor que desabrochou e logo morreu
Nesta solidão sem ter alegria o que me alivia são meus tristes ais,são prantos de dor que dos olhos caem é porque bem sei quem eu tanto amei não verei jamais

Saudade palavra triste...

São prantos de dor que dos olhos caem é porque bem sei quem eu tanto amei não verei jamais

domingo, setembro 10, 2006

*A Lua


A lua do céu me viu chorando
Avisou os anjos que vieram pra recolher
Lágrimas que um dia se secaram
Hoje voltaram a escorrer

Olho para o céu e vejo as nuvens
A imagem do seu rosto sorrindo para mim
Olhos brilhando como estrelas
Penso como você pode ser tão linda assim

Saudades de quem talvez nunca tive
Alguém cujo valor com minhas lágrimas se igualam
Talvez os anjos que as recolheram
Um dia por esse alguém queira trocá-la

domingo, setembro 03, 2006

Nota de esclarecimento

só pra não perder a interação com o querido leitor hahaha

esses dias to sem saber o que escrever aqui.. na verdade.. é que eu ainda não tinha pardo pra escrever nada(até agora).. então.. vou colocando músicas aqui.. que é bom e todo mundo gosta.


ps: não coloquei videos com youtube pq minha conexão é um cocow e trabalhar com videos a torna mais cocow ainda. então.. aproveitem as letras como quiserem. recitem, bolem uns raps, improvisem um karaoke...

quinta-feira, agosto 31, 2006

*Asa morena

Me faz pequena, asa morena
Me alivia a dor
Aliviando a dor que mata
Me faz ser teu amor

Me toma no crescer de um beijo muito louco
Me implodindo aos poucos
No universo a desvendar a vastidão
Do teu amor

Me toma sem pensar num gesto muito forte
Unindo o sul e o norte do meu corpo, frágil corpo
Com a mais pura emoção

Me toma no crescer de um beijo muito louco
Me implodindo aos poucos
No universo a desvendar
A imensidão do teu amor

Me faz pequena
Asa morena

domingo, agosto 27, 2006

segunda-feira, agosto 21, 2006

*Silêncio


Momentos de silêncio assim
ninguém por perto
mas uma voz dentro de mim
me diz que eu não estou só

Nesse tempo o meu pensamento vai
ficar ligado com a vontade do pai
e te entender mais
me faz querer mais a cada dia

Hoje eu sei o que é deixar
que o rio de Deus me leve
Desde a fonte ao mar
há um rumo pra seguir
Enquanto eu acreditaro sopro de Deus me move
se te alegra a minha entrega
recebe minha vida hoje

Em qualquer parte que eu estiver
a cada passo que eu der vão ficar
tuas marcas e não as minhas
tua luz onde não havia
Teu nome, teu sangue, tua dor
tuas palavras, tua paz, teu amor
meu Deus, meu salvador
Jesus, meu pão de cada dia
Momentos de silêncio assim
ninguém por perto
mas uma voz dentro de mim
me diz que eu não estou só

Nesse tempo o meu pensamento vai
ficar ligado com a vontade do pai
e te entender mais
me faz querer mais a cada dia

Hoje eu sei o que é deixar
que o rio de Deus me leve
Desde a fonte ao mar
há um rumo pra seguir
Enquanto eu acreditaro sopro de Deus me move
se te alegra a minha entrega
recebe minha vida hoje

Em qualquer parte que eu estiver
a cada passo que eu der vão ficar
tuas marcas e não as minhas
tua luz onde não havia
Teu nome, teu sangue, tua dor
tuas palavras, tua paz, teu amor
meu Deus, meu salvador
Jesus, meu pão de cada dia


Rodolfo Abrantes

domingo, agosto 20, 2006

Amigas


amo essas meninas com todas as minhas forças!

música de amiguinhas pra gente...


Não há memóriaonde não apareçam
E nem lembranças
Em que elas não estejam
Tanto nos dias tristes e felizes
Foi com elas que eu ri e chorei
Se estou longe as sinto por perto
Nunca ninguém vai nos separar
Elas guardamtodos meus segredos
É um tesouro a nossa amizade

Amigas, Amigas
Companheiras da minha vida
Amigas, com vocês eu inventei
Um mundo de carinho a dividir com vocês
Amigas, as melhores que sonhei

Amigas, Amigas
Presentes da minha vida
Amigas, com vocês eu aprendi
que juntas jamais seremos vencidas, amigas.

Amigas para sempre!

quinta-feira, agosto 17, 2006

Longe do vício


Não sei o que escrever aqui, mas estou feliz por saber que jogarei uno sábado. ooooooooooêêêêêÊ

sábado, agosto 12, 2006

Tái

Taí, eu fiz tudo pra você gostar de mim
Ai, meu bem, não faz assim comigo não.
Você tem, você tem
Que me dar seu coração.

Essa história de gostar de alguém
Já é mania que as pessoas têm
Se me ajudasse nosso senhor
Eu não pensaria mais no amor.

segunda-feira, agosto 07, 2006

Quem sabe? (Azurra!)


Alguém sabe me dizer por que cargas d’água

o uniforme da seleção italiana é AZUL?!

quinta-feira, julho 20, 2006

Retirupa 2006

Caramba, foi muito massa esse retiro. Fico me sentindo uma lesa toda vez que lembro que não tava querendo ir.
Foi tudo muito massa, as meninas do quarto, a galera do uno, os gringos, o pessoal da minha equipe.. enfim tbm fiquei vendo o retiro com um olhar diferente.. retiro não é só ficar isolado no monte sião pra lembrar dos tempos de criança.. ou só um lugar pra fazer novos amigos.. é tipo.. receber uma dose mais forte de Deus. Não conheço ngm que saiu de um retiro do mesmo jeito. Todo mundo sai mais leve, e com vontade de sair gritando a palavra de Deus pq Ele é muito bom.
Meu quarto tbm tava muito massa.. todas as meninas foram muito legais.. todas que estavam no mesmo alojamento que o meu(não dá pra falar o nome de todas) mas principalmente as meninas do meu quarto Anninha, Tirza, Anona, Lasly, Débora Guedes, Stephane, Camrym e Savana. 3 anas num quarto só. Isso sem contar com a savANA.. mas tudo bem. Na minha equipe não foi diferente. Estavam praticamente todas as anas do retiro. Anna Luiza(anninha), Ana Maria (anona), Aninha(paulinha), Ann(gringa) e eu. tanta ana junta.. olha no que dá.. nossa equipe foi a campeã.
Quando não estava arrastando a bunda na grama, enfiando a cara num balde com água gelada e bombons de menta, boladas no futebol e quedas no futebol de sabão com as outras anas, estava jogando uno. No começo eu jogava só com os gringos. Eram mais ou menos 5 gringos contra mim. O placar jah tava EUA 3 x 0 BRA quando peguei a manha do jogo.. aih não teve que me barrasse. Mas ao longo do retiro encontrei outros viciados em uno.. joão vitor, sonny, neo, paulão... Aih foi uno dia e noite. onde a aninha estava.. o uno estava tbm(agradecimentos a tirza que com muita bondade entregou seu uno em minhas mãos). os meninos ainda me ensinaram jogadas sensacionais e a dancinha oficial do uno. a tristeza foi quando o retiro acabou.. não, eu não tenho uno em casa :’(
Por mim esse retiro poderia durar o ano todo.. tinha comida, Deus, uno, instrumentos, rio... O Paulão ateh brincou dizendo que a gente poderia virar hippie e morar no monte sião. uhauaauhauha leseira de quem não tava a fim de arrumar a mala pra voltar pra cidade. Mas pois é.. um dia ia ter que acabar(aquela bem dramática).. agora é só aplicar o que foi aprendido lá e se preparar pro próximo.


Mat e eu
ps: a foto não está com erro, cortei por pura vaidade mesmo.
Quando eu voltei do retiro e descobri que o meu computador tinha quebrado.. eu fiquei com muita raiva. Muita raiva mesmo. Fiquei lembrando de todas as fotos legais que eu tinha aqui (e só aqui) de momentos que não poderiam se repetir.. e que iriam cair no esquecimento.. E as músicas! centenas de musicas armazenadas nesse computador! Tudo pro lixo. Confesso que derramei algumas lágrimas por acreditar que tinha perdido tudo isso.
Sem nada pra fazer.. Fui pro meu quarto arrumar meus livros.. Uma das coisas que eu mais amo é a minha coleção de livros.. e fiquei pensando.. se um dia.. meu quarto pagasse fogo.. Eu perderia não só a coleção de livros como meu baixo, meu violão, minha coleção de cadernos(musicas, poemas, tirinhas, curiosidades), minha coleção de chaveiros, e todas as minhas centenas de coleções. Minha ratinha linda tbm morreria queimada(coitadinha).

Isso tudo me fez perceber que a minha alegria estava depositada em coisas que na verdade não tem valor nenhum.. pode molhar e estragar, pode queimar e estragar do mesmo jeito... ou eu posso simplesmente mudar de gosto e aih tudo vai perder o valor.
Então, depositem toda alegria só em Deus e o mais é só o mais.

ps: o computador acabou voltando do conserto com a memória intacta.

segunda-feira, julho 10, 2006

*Pra Ser Sincero


Eu era tão feliz
E não sabia, amor
Fiz tudo o que eu quis
Confesso a minha dor

E era tão real
Que eu só fazia fantasia
E não fazia mal
E agora é tanto amor
Me abrace como for
Te adoro e você vem comigo
Aonde quer que eu voe

E o que passou, calou
E o que virá, dirá
E só ao seu lado, seu telhado
Me faz feliz de novo
O tempo vai passar
E tudo vai entrar no jeito certo de nós dois

As coisas são assim
E se será, será
Pra ser sincero, meu remédio é te amar, te amar

Não pense, por favor
Que eu não sei dizer
Que é amor tudo o que eu sinto longe de você

Marisa Monte

domingo, julho 09, 2006

Quem sabe? (o @)

Vocês já pararam pra se perguntar pra que diabos serve o arroba?

Todo mundo sabe que é um “a” dentro da bolinha, mas fica a pergunta: porque ele existe?
Ele não faria falta nenhuma em nossos emails.. muito menos no scrapbook dos nossos fotologs, mas mesmo assim ele está lá..

mas.. chaga de embromação! vamos saber agora pra serve esse troço.

Em inglês, @ é a abreviação de at, uma preposição que indica lugar. Um endereço como jim@school que dizer que o jim pode ser encontrado na escola.

Mas, como a arroba foi para na web?

Em 1972, ao estabelecer os padrões para o que viria ser o correio eletrônico, o engenheiro Ray Tomlinson procurou no teclado de sua maquina de datilografia um símbolo para diferenciar, num endereço eletrônico, os nomes do usuário e do provedor.. e assim o arroba foi parar nos nossos emails, fotologs e blogs.


Bom.. essa baboseira toda me deixou com sono. Tchau.
Ana@bed

sábado, julho 08, 2006

O Sonho Acabou

E pra encerrar esse papo de futebol, um comentário do Ricardo sobre a saída de algumas seleções da disputa pela taça.


A Alemanha sonhou em voar alto nesta copa, e tinha tudo para conseguir. Mas a artilharia pesada da terra do Papa tinha outros planos, e conseguiu derrubar a Deutschland Mannschaft em pleno vôo.
O que se viu em seguida nas ruas foi um verdadeiro show de horror. Muito choro, gritos de protesto, conflitos com a polícia. Alguns torcedores mais radicais chegaram a queimar bandeiras alemãs. Dentro deste mar de fúria alguns gritavam “POR-TU-GAL, POR-TU-GAL, POR-TU-GAL!”. Mal sabiam que a seleção de Felipão também seria desclassificada... Depois de Dieguito Maradona e da maioria dos brasileiros, chegou a vez dos alemães engrossarem o coro a favor dos lusitanos
Os germânicos literalmente torciam por uma final entre Brasil e Alemanha. Encontrei um alemão arrasado, ainda com lágrimas nos olhos, que me disse: "Primeiro foi a saída do Brasil, e agora a nossa seleção. Não dá para acreditar!".
Para curar tamanha dor de cabeça, o melhor remédio é recorrer a uma das maiores invenções do país: a Aspirina. Mas neste caso não pode ser qualquer uma. Para curar uma ressaca gigante, só mesmo a Aspirina gigante que está em frente ao parlamento alemão.

por Ricardo Mirão
http://www.mundoestranho.com.br

terça-feira, julho 04, 2006

Não tem preço

por:/finster





Bola: R$ 60,00, com MasterCard.
Luva: R$ 45,00, com MasterCard.


Ver ARGHentinos chorando e voltando pra casa depois de perder na disputa de Penaltys: Não tem preço! :]

terça-feira, junho 27, 2006

Mata sim!!

Mas entendam, não ser a única coisa prejudicial não significa não ser prejudicial..
não, não.. droga nenhuma é boa..
nossa, não poderia ter dito algo mais óbvio!

conclusão desse post:

toda droga.. é uma droga!

Cuidado!

segunda-feira, junho 26, 2006

*Pela criminalização da maionese

Por Antonio Prata
16 de dezembro de 2001


Depois que a Soninha foi demitida da TV Cultura por ter falado a uma revista que fumava maconha, tive vontade de, em solidariedade, sair gritando aos quatro ventos: “Eu também fumo!!” Só não fiz por um detalhe: eu não fumo.
Não fumo maconha porque não gosto. Durante a adolescência, bem que me esforcei. Mas ao contrário de relaxar, rir de tudo e achar o maior barato ouvir Pink Floyd por seis horas seguidas, comendo leite moça com Nescau, como faziam meus amigos que fumavam (uns ainda fumam, outros desencanaram), eu me contraía e me transformava numa espécie de Woody Allen colegial. Ficava confuso, não sabia o que fazer com as mãos, se casava ou comprava uma bicicleta, se bicicletava ou comprava um casamento... hum.. bem.. era um saco, e por isso desisti.

Apesar de não gostar de fumar, sou totalmente contra tratar o usuário da maconha como um criminoso. Tenho um monte de amigos que usa e trabalha, estuda, lê livros, ouve música. Claro que maconha faz mal. É um cigarro, e ninguém com mais de dois neurônios pode dizer que inalar qualquer tipo de fumaça não faça mal.
Aliás, quando vejo os defensores da legalização dizerem que maconha não faz mal porque é natural, tenho vontade de dar uma tijolada na testa dos sujeitos. Veneno de cobra, cicuta, lava de vulcão e urânio também são naturais, e duvido qualquer um aceitasse misturá-los na salada do almoço. Claro que maconha faz mal! Assim como o álcool, cigarro comum e, acredito até, o dogão da esquina e uma feijoada completa.

Se a pessoa não vai presa ao dirigir um carro a 120 km por hora numa estrada, mesmo sabendo que a maior causa de mortes entre jovens, no Brasil, é o trânsito; se não é encarcerada por comer um x-egg-bacon, mesmo sabendo que o colesterol é veneno para nossas veias; se não vê o sol nascer quadrado por correr os riscos que envolvem uma cirurgia pra reformar o nariz, os peitos (vocês, meninas, não eu) ou o que for, para ficarmos mais bonitos; por quê ela deveria ser presa por fumar um baseado?

Então, vamos levar a coisa a sério: vamos prender os usuários de tudo o que pode fazer mal a saúde, os isoporzeetos, os automóveis, a maionese, as bebidas alcoólicas, o leitão à pururuca, o cigarro, os remédios para regime, o café...

sexta-feira, junho 23, 2006

Quem sabe? (cinema)

Será que publicando minhas perguntas, eu descubra que há sim resposta pra tudo?



Se o cinema é a sétima arte, qual é a primeira?
e a segunda, e a quinta? oO?

terça-feira, junho 20, 2006

Sobre o impedimento

Se tem uma coisa que eu não entendo no futebol, é o impedimento.
Não adianta.. podem passar o replay 30 vezes pra mostrar o impedimento de todos os ângulos, que eu continuo sem entender o que é, como é feito e porquê é marcado.
Bom.. uma coisa eu sei, tem a ver com a área do gol da outra equipe.. sim.. porque toda vez que os jogadores correm pra extremidade do campo adversário, e que eu já começo a sentir as vibrações de um gol.. vem um bandeirinha fuleiro ou um árbitro falar que a jogada estava impedida.
Pior é quando o gol já foi feito.. eu grito, pulo, me descabelo, pra alguns segundos depois o narrador avisar que o gol foi anulado porque estava impedido! Oooh crap!!!!
Por que não deixar o jogador fazer o gol?! Por que não validar um gol marcado?!
Pra que serve esse tal do impedimento??!

Vícios

Estou completamente viciada em música. Não consigo ficar no silêncio.. estou sempre com uma música na cabeça, cantarolando, ou batendo em alguma coisa pra fazer um ritmo.. mas cantarolar e inventar ritminhos nunca é suficiente.. tenho que OUVIR a música, mas como fazer isso se nesta casa não tem UM cd player?!!.. curtir o forró da casa do vizinho? Nem pensar!!! tem que haver outra solução..

Computador: computador é meu o centro da música. É nele que escuto meus cds, os emprestados, as músicas baixadas e até as músicas que eu não tenho. O difícil é encontrar ele vago já que é disputado acirradamente por 5 pessoas...

TV: qq musiquinha de propaganda e eu jah estou empolgadinha..é o repórter falando e eu pensando numa trilha sonora pra matéria.. trilhas sonoras que me fazem até querer ver NOVELAS! Sim.. que a globo sabe mesmo juntar a maior quantidade de músicas boas por novela. Mas novelas acabam, nem todas as propagandas tem música.. vamos pra outra opção..

Celular: só coloquei este tópico pra fazer volume, já que roubado ele não pode tocar mais nada (pelo menos pra mim.)


Radinho: Meu radinho de pilha, quando funciona, me dá bons momentos curtindo músicas do Roberto Carlos (no meu radinho só pega a rádio Tiradentes.. e 90% das músicas da rádio Tiradentes são do rei). Mas esse só funciona quando quer.. e quase nunca quer.

na falta de mais opções..
acho que um forrozinho uma vez ou outra não faz mal a ninguem...

domingo, junho 18, 2006

Blogueira


estou começando a levar a serio essa parada de blog.
é mais pessoal, é mais meu. não que o fotolog não seja meu, mas pelo menos eu não sinto liberdade pra falar baboseiras no fotolog..
ao contrário do blog que serve justamente para refletir sobre baboseiras(ou não).

sábado, junho 17, 2006

*Último romance


Eu encontrei-a quando não quis mais procurar o meu amor
e quanto levou foi pra eu merecer.. antes de um mês eu já não sei
e até quem me vê, lendo jornalna fila do pão, sabe que eu te encontrei
E ninguem diráque é tarde demais
que é tao diferente assim
do nosso amora gente é quem sabe pequena!
Ah vai! Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguéma fim de te acompanhar. e se o caso for de ir a praia.. eu levo essa casa numa sacola.
Eu encontrei-a e quis duvidar. tanto clichê.. deve não ser.
voce me falou pra eu não me preocupar.. ter fé e ver coragem no amor.
e só de te ver.. eu penso em trocara minha tv num jeito de te levar a qualquer lugarque você queira.. E ir onde o vento fore pra nós doissair de casa já ése aventurar. Ah vai! Me diz o que é o sossego que eu te mostro alguém afim de te acompanhar.. e se o tempo for te levar eu sigo essa hora e pego carona pra te acompanhar...


los hermanos

sexta-feira, junho 16, 2006

Segura, bagaceira!

Um dia desses.. me perguntaram porque eu não gostava de forró. eu fui muito superficial na minha resposta.. disse que não gostava por quê era uma coisa muito brega.
Se tivessem me pedido uma resposta mais.. séria, eu iria elaborar minha resposta acusando o forró de banalizar a mulher.. e acredite, com músicas cantadas(ou gemidas) pelas próprias mulheres!
É um absurdo a condição em que a própria mulher se submete.. rebolando de forma frenética enquanto um nojento canta sua “fome”.
Deveria haver uma lei do bom senso.. sei lah, algo que proibisse um absurdo desses.
Mas o pior de tudo.. é que enquanto for normal dançar, cantar e ouvir essa pornografia toda, eu serei obrigada a continuar ouvindo o forró da casa do vizinho.

*Ciúme

O ciúme dói nos cotovelos
Na raiz dos cabelos

Gela a sola dos pés
Faz os músculos ficarem moles
E o estômago vão e sem fome
Dói da flor da pele ao pó do osso
Rói do cóccix até o pescoço
Acende uma luz branca em seu umbigo
Você ama o inimigo
E se torna inimigo do amor
O ciúme dói do leito à margem
Dói pra fora na paisagem
Arde ao sol do fim do dia
Corre pelas veias na ramagem
Atravessa a voz e a melodia...


Dor-de-cotovelo - Caetano Veloso

quarta-feira, junho 14, 2006

terça-feira, junho 13, 2006

*Pra que serve a cueca?

por Antônio Prata


Eu tinha uns 5 anos, era Natal e essa é uma das minhas lembranças mais antigas. Não só pela barba descolada do papai(tio) Noel (Zé Eduardo), mas pelo presente que ganhei da minha vó: três cuecas.

Nada demais (minha vó sempre me dava roupas) não fosse por um dado curiosíssimo, bizarro, sobre aquelas cuecas: elas tinham etiquetas. Sim, etiquetas iguais a essas que há atrás das calças de moletom ou das golas das camisetas. Fiquei confuso. Até aquele dia, na minha lógica de 5 anos, a única razão da existência das cuecas na face da terra era proteger as costas do pinçar torturante das etiquetas das calças. Qualquer coisa no mundo, portanto, poderia ter etiqueta, menos as cuecas! Se me aparecessem com um cavalo de etiqueta, numa boa. Um carro, uma banheira, um caqui com etiqueta, beleza. Mas aquela peça de roupa cuja finalidade era justamente neutralizar as etiquetas das calças! Um contra-senso terrível, um ultraje! Boquiaberto, me perguntei: pra que então, caramba, servem as cuecas?!

Fui até a mesa de jantar, decidido a resolver a questão de uma vez por todas: “mãe, olha só, uma cueca com etiqueta!”. “é, Antônio, uma cueca de etiqueta..” Repetiu ela sem entender muito bem. “mas a cueca não é pra etiqueta não pinicar, mãe?” Todos os adultos morreram de rir. “não, Antônio, não é não.” Me disse ela , enquanto todos continuavam rindo. Risos que terminaram subitamente, diante da minha próxima pergunta: “mas se não é pra proteger da etiqueta, pra que serve a cueca?”
Houve um largo e reticente silencio e após alguns segundos, todos começaram a palpitar ao mesmo tempo. “serve pra não prender o pinto no zíper, Antônio”, disse a tia Corália. “É pra proteger”, falou o tio Alfredo. “É para deixar tudo juntinho e não ficar balançando de um lado pro outro”, disse o tio Ernesto.

As respostas não me convenceram, tanto por serem ruins como por haver várias. Isso não! Cada coisa tinha sua explicação e eles não haviam conseguido me dar a da cueca. Prender no Zíper? Mas e quando usamos moleton ou short? Proteger o pinto? Mas quem é que estava querendo atacá-lo? Deixar tudo juntinho? Se o legal era que aquilo balançava, ué?! Saí da sala e fui para um canto, debaixo da escada. Estava perturbado. Naquela noite descobri que aqueles adultos não tinham resposta pra tudo. Mas nem por isso me deixei abalar: fui até a escrivaninha da minha vó, peguei a tesoura e, cuidadosamente, cortei uma a uma as etiquetas das três cuecas.
Aqueles pedacinhos de pano não me pinicaram mais a bunda. Uma coceira muito pior, no entanto, havia se instalado pra sempre dentro de mim: se eles não sabem nem para que servem as cuecas, como confiar no resto?

sábado, junho 10, 2006

*Para uma menina com uma flor


Faz tempo que eu não publico nada aqui..
e como eu já não escrevo nada meu mesmo.. pra reabrir.. vamos de Vinícius de Moraes.





PARA UMA MENINA COMO UMA FLOR

Porque você é uma menina como uma flor e tem uma voz que não sai, eu lhe prometo amor eterno, salvo se você bater pino, que aliás você não vai nunca porque você acorda tarde, tem um ar recuado e gosta de brigadeiro: quero dizer, o doce feito com leite condensado. E porque você é uma menina como uma flor e chorou na estação de Roma porque nossas malas seguiram sozinhas para Paris e você ficou morrendo de pena delas partindo assim no meio de todas aquelas malas estrangeiras. E porque você quando sonha que eu estou passando você para trás, transfere sua d.d.c. para o meu cotidiano e implica comigo o dia inteiro como se eu tivesse culpa de você ser assim tão subliminar. E porque quando você começou a gostar de mim procurava saber por todos os modos com que camisa esporte eu ia sair para fazer mimetismo de amor, se vestindo parecido. E porque você tem um rosto que está sempre num nicho, mesmo quando põe o cabelo pra cima, como uma santa moderna, e anda lento, a fala em 33 rotações mas sem ficar chata. E porque você é uma menina como uma flor, eu lhe predigo muitos anos de felicidade, pelo menos até eu ficar velho: mas só quando eu der aquela paradinha marota para olhar para trás, aí você pode se mandar, eu compreendo. E porque você é uma menina como uma flor e tem um andar de pajem medieval; e porque você quando canta nem um mosquito ouve a sua voz, e você desafina lindo e logo conserta,e às vezes acorda no meio da noite e fica cantando feito uma maluca.E porque você tem um ursinho chamado Nounouse e fala mal de mim para ele,e ele escuta mas não concorda porque é muito meu chapa,e quando você se sente perdida e sozinha no mundo você se deita agarrada com ele e chora feito uma boba fazendo um bico deste tamanho.E porque você é uma menina que não pisca nunca e seus olhos foram feitos no primeiro dia da Criação,e você é capaz de ficar me olhando horas.
E porque você é uma menina que tem medo de ver a Cara-na-Vidraça,e quando eu olho você muito tempo você fica nervosa até eu dizer que estou brincando.E porque você é uma menina como uma flor e cativou meu coração e adora purê de batata,eu lhe peço que me sagre seu Constante e Fiel Cavalheiro.E sendo você uma menina como uma flor,eu lhe peço também que nunca mais me deixe sozinho,como nesse último mês em Paris;fica tudo uma rua silenciosa e escura que não vai dar em lugar nenhum;os móveis ficam parados me olhando com pena;é um vazio tão grande que as outras mulheres nem ousam me amar porque dariam tudo para ter um poeta penando assim por elas,a mão no queixo,a perna cruzada triste e aquele olhar que não vê.E porque você é a única menina como uma flor que eu conheço,eu escrevi uma canção tão bonita para você, "Minha namorada", a fim de que,quando eu morrer,você se por ação não morrer também,fique deitadinha abraçada com Nounouse, cantando sem voz aquele pedaço em que eu digo que você tem de ser a estrela derradeira, minha amiga e companheira, no infinito de nós dois.E já que você é uma menina como uma flor e eu estou vendo você subir agora - tão purtinha entre as marias-sem-vergonha - a ladeira que traz ao nosso chalé,aqui nestas montanhas recortadas pela mão presciente de Guignard;e o meu coração,como quando você me disse que me amava,põe-se a bater cada vez mais depressa. E porque eu me levanto para recolher você no meu abraço,e o mato a nossa volta se faz murmuroso e se enche de vaga-lumes enquanto a noite desce com seus segredos, suas mortes, seus espantos ¿ eu sei,ah,eu sei que o meu amor por você é feito de todos os amores que eu já tive,e você é a filha dileta de todas as mulheres que eu amei, como tristes estátua ao longo da aléia de um jardim noturno,foram passando você de mão em mão,de mão em mão até mim, cuspindo no seu rosto e enfeitando a sua fronte de grinaldas; foram passando você até mim entre cantos, súplicas e vociferações - porque você é linda,porque você é meiga e sobretudo porque você é uma menina como uma flor.

sexta-feira, abril 21, 2006

Primavera



Primavera se foi e com ela meu amor
Quem me dera poder consertar tudo que eu fiz
O perfumes que andava com o vento pelo ar
Primavera soprando pra um caminho mais feliz

Mais feliz, pois a rosa que se esconde
No cabelo mais bonito, é um grito
Quase um mito, uma prova de amor

Primavera se foi, e com ela essa dor
Se alojou no peito devagar
A certeza do amor não me deixa nunca mais
Primavera brilhando em seu olhar
E o olhar que eu guardo na lembrança
Ainda traz a esperança
de te ter ao meu ladinho numa próxima estação

Mais feliz Mais feliz..

Los Hermanos

quarta-feira, abril 19, 2006

Venusianas!



Não há memória onde não apareçam nem lembranças em que elas não estejam.Tanto nos dias tristes e felizes foi com elas que ri e chorei.Se estou longe as sinto por perto nunca ninguem vai nos separarelas guardam todos os meus segredos é um tesouro a nossa amizade.Amigas,amigas companheiras da minha vida amigas com vocês eu inventeium mundo de carinho a dividir com vocês,amigas as melhores que sonhei.amigas amigas presentes da minha vida vida amigas com vocês eu descobrique juntas jamais seremos vencidas amigas...amigas para sempre

terça-feira, abril 18, 2006

*Andréa Doria



Às vezes parecia que, de tanto acreditar
Em tudo que achávamos tão certo,
Teríamos o mundo inteiro e até um pouco mais:
Faríamos floresta do deserto
E diamantes de pedaços de vidro.
Mas percebo agora
Que o teu sorriso
Vem diferente,
Quase parecendo te ferir.
Não queria te ver assim -
Quero a tua força como era antes.
O que tens é só teu
E de nada vale fugir
E não sentir mais nada.
Às vezes parecia que era só improvisar
E o mundo então seria um livro aberto,
Até chegar o dia em que tentamos ter demais,
Vendendo fácil o que não tinha preço.
Eu sei - é tudo sem sentido.
Quero ter alguém com quem conversar,
Alguém que depois não use o que eu disse
Contra mim.
Nada mais vai me ferir.
É que já me acostumei
Com a estrada errada que eu segui
E com a minha própria lei.
Tenho o que ficou
E tenho sorte até demais,
Como sei que tens também...


Legião Urbana

eu hein







Quem me conhece sabe.. eu sou depressiva.
Qualquer coisinha e eu já fico calada, recolhida na cadeira de trás. Me considerando sempre o patinho feio. Infeliz.
Quando eu to assim, ao invés de correr pra buscar a palavra de Deus.. eu corro pra ouvir Los Hermanos. Sem querer melhorar.. apenas alimentando o sofrimento. E o que eu ouço? “Alegria é olhar pro teu sorriso e ter você sempre ao meu lado..” mas se eu não tenho quem eu quero ao meu lado.. eu não tenho a alegria. Logo.. é melhor eu me trancar no meu quarto, chorar, ficar sozinha.
Mas e a alegria do Senhor? Eu deveria ter essa alegria.. ela deveria transbordar em mim já que eu digo que Ele habita em mim. E como diz a bíblia (não me pergunte onde) .. “ a alegria do Senhor é a nossa força!” e é essa força que eu quero! Essa que vem da Alegria do senhor!
Crente não pode ser depressivo.
Pode ser uma fase... pode ter a ver com a química do corpo.. mas se eu conheço a alegria do Senhor eu não posso deixar passar batido
.
=]

"A alegria do Senho é a minha fooorça! A alegria do Senhor é o que me faz cantar!

Me faz correr, me faz pular, me faz dizer: Jesus eu te amo!"



Como é bom ser mulher!

Eu agradeço muito a Deus por ter me feito mulher.
Não há ser que eu admiro mais do que elas. E eu sou uma! o/
Delicadas e fortes... só nós podemos ser assim.
Nem sempre tivemos tudo.. lutamos pra ser o que somos.. e essa é a melhor parte.
Nossa independência, o respeito, tudo foi conquistado.
Algumas ainda sofrem, outras não se dão o valor... mas a maioria de nós luta e mostra que tem capacidade (de sobra!) pra lidar com o que já foi conquistado e com o que vem por aí.

na foto: o exemplo de mulher que eu tenho em casa! Minha linda mãe, Regina Maria.

OPEN

Não sei escrever textos, mas vou aproveitar que tive que criar esse blog pra publicar o que eu costumo mandar pro meu próprio email(coisa de doido, né?!). músicas, crônicas, fotos e montagens.